BANNER SEDU

 

Casagrande participa da inauguração do Contorno do Mestre Álvaro, na Serra

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, na tarde desta sexta-feira (15), da inauguração das obras de implantação do Contorno do Mestre Álvaro, no município da Serra. A solenidade teve a participação do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e do ministro dos Transportes, Renan Filho. A obra teve investimento federal de R$ 500,9 milhões e deve beneficiar cerca de dois milhões de pessoas.

“Receber o presidente Lula é uma honra e o senhor está sempre convidado a vir nos visitar. Também quero agradecer pela retomada da pauta federativa. Desde o primeiro dia de seu governo, retomamos esse debate que é fundamental para nós. Quero agradecer a união de esforços para tocar obras e programas importantes para o Espírito Santo. A primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do País será criada em Aracruz. Na segunda-feira [18], anunciaremos a parceria com o Programa Minha Casa, Minha Vida para construção de casas populares”, disse o governador.

Com 19,7 km de extensão, a rodovia tem pista dupla e conta, em cada sentido, com uma faixa de segurança interna, duas faixas de rolamento e um acostamento externo. Esse segmento conta com um tráfego de aproximadamente 50 mil veículos por dia e com a implantação das novas pistas, além do ganho em segurança, também há expectativa para a redução do tempo de viagem na BR-101/ES.

O Contorno do Mestre Álvaro inicia no km 249 da BR-101, próximo ao bairro Jacuhy, no Contorno de Vitória, e segue até o km 279, chegando ao bairro Chapada Grande. A expectativa é que o empreendimento reduza o tráfego em até 35% na região de Serra. A expectativa é de que mais de 15.000 veículos trafeguem diariamente pelo trecho.

“Iniciamos essa obra ainda no meu primeiro mandato, em 2014, durante a gestão da ex-presidente Dilma que fez o primeiro repasse. Demos a ordem de serviço, desapropriamos as áreas e depois esse contrato foi para o DNIT [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes], quando passou a ser uma obra federal. De 2019 até 2022, as intervenções só foram adiante porque a bancada federal capixaba direcionou recursos para ela”, pontuou.

Casagrande continuou: “E agora na gestão do presidente Lula, a União colocou os recursos necessários para terminar essa obra. Uma rodovia importante para a cidade da Serra, para o Espírito Santo e para o Brasil. A Serra terá sua rodovia de volta, [o antigo trecho da BR-101] vai virar avenida e será entregue novamente ao cidadão. Somos um Estado que é sempre referência em diversos serviços públicos. Temos resultados que mostram nossa capacidade de realizar, de conviver com as diferenças e de fazer boas parcerias”.

Ao longo da construção foram movimentados cerca de 5.000.000 metros cúbicos de terra, solo mole e rocha nos serviços de terraplenagem. Foram produzidos e aplicados cerca de 200.000 metros cúbicos de concreto na construção do pavimento rígido, vias elevadas, viadutos, dispositivos de drenagem e outros.

Foram cravadas cerca de 5.000 estacas com profundidades de até 50 metros e fabricados e montados mais de 40.000 elementos estruturais pré-moldados de concreto na construção das obras de arte especiais. Foram construídas ainda três vias elevadas com cerca de 2,3 quilômetros de extensão para transposição de áreas ambientalmente sensíveis, além de 40 passagens subterrâneas de fauna, garantindo a preservação das espécies nativas do entorno da rodovia.

Ainda durante a solenidade de inauguração, o presidente da República sinalizou favoravelmente a outros pleitos do Espírito Santo na área de infraestrutura, apontados como prioritários pelo governador capixaba.

“Retomar as obras da BR-101 é fundamental para nós, assim como a integração da Ferrovia Litorânea Sul até o município de Anchieta, no litoral sul capixaba, e depois até o estado do Rio de Janeiro. Outras obras importantes são as duplicações das BRs 262 e 259. Queremos ser um Estado que seja a porta de entrada e saída do Brasil para o mundo. Para isso, precisamos cada vez mais dessa parceria com o Governo Federal”, completou Casagrande.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *