BANNER SETADES

 

Cerco Inteligente ultrapassa marca de 150 veículos apreendidos

O Cerco Inteligente do Estado, criado para coibir crimes patrimoniais, ambientais e fiscais, além de auxiliar na investigação de outros delitos e na fiscalização de trânsito, ultrapassou a marca de 150 veículos apreendidos em cerca de três meses de operação. O número demonstra a eficácia do sistema, que ainda está em fase de expansão. Atualmente, 595 câmeras integram o Cerco Inteligente e, ao fim da implantação, serão 700.

A marca de 150 veículos apreendidos foi alcançada neste fim de semana, com ocorrências de relevância. No último sábado (17), a integração do Cerco Inteligente com outra tecnologia, a computação embarcada, resultou na recuperação de um veículo com restrição de furto/roubo, apreensão de entorpecentes e condução de duas pessoas para a delegacia.

O Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) acionou, via smartphone do sistema de computação embarcada, uma equipe da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) que estava em patrulhamento de rotina no bairro Nova Rosa da Penha, em Cariacica, porque um veículo com restrição de furto/roubo tinha passado pelas câmeras do Cerco Inteligente e estava circulando naquela região.  A equipe iniciou buscas e, na entrada do bairro Nova Rosa da Penha, os militares deram de frente com o veículo, dando voz de parada.

O motorista de 26 anos e uma mulher de 18 anos que estavam no carona foram detidos. No porta-luvas do carro, os policiais encontraram uma sacola contendo 127 pinos de cocaína. O carro foi guinchado e os suspeitos encaminhados para a Delegacia Regional de Cariacica. O homem foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e conduzido ao Centro de Triagem de Viana (CTV). A mulher foi liberada, depois de prestar esclarecimentos. O entorpecente foi apreendido e será incinerado.

O dono do carro, que mora em Baixo Guandu, havia registrado um Boletim na Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), no dia 19 de novembro, relatando que o carro dele tinha sido levado por um familiar, sem a permissão. Foi inserida a restrição de furto/roubo e a placa do carro, sinalizada no sistema. Desta forma, quando o veículo passou por uma das câmeras do Cerco, foi imediatamente identificado, o que permitiu sua recuperação.

“Entre identificar o veículo, realizar o monitoramento do trajeto dele, acionar a equipe e efetivar a prisão, foi cerca de uma hora. A tecnologia tem sido uma aliada importante da Segurança Pública do Espírito Santo, pois, utilizando as ferramentas certas, damos celeridade nas respostas para a sociedade. Esclarecemos crimes com mais rapidez e aplicamos nosso efetivo de maneira mais eficaz”, detalhou o subsecretário de Estado da Integração Institucional, coronel Souza Reis, da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *