BANNER SECOM

 

Estado anuncia ações de revitalização de bacias hidrográficas na região sul

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, nesta quinta-feira (28), o início das ações e a aquisição de equipamentos do Programa Estadual de Conservação e Revitalização de Bacias Hidrográficas (Probacias) na região sul do Espírito Santo. São quase R$ 9 milhões para as capacitações e equipamentos do Programa, que vai beneficiar até 300 propriedades rurais das bacias hidrográficas dos rios Novo e Itapemirim. As ações de conservação de água e solo visam ao aumento da qualidade e da disponibilidade hídrica.

O anúncio foi feito durante a cerimônia do Prêmio Biguá de Sustentabilidade, ocorrida no município de Cachoeiro de Itapemirim. A região sul é a primeira beneficiada pelo Probacias no Espírito Santo e também está recebendo a ampliação do Programa Reflorestar. 

Em sua fala, o governador lembrou a importância dos investimentos na área ambiental e falou também sobre a ida de uma comitiva capixaba na 26ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-26), que acontecerá em Glasgow, na Escócia.

“A partir de domingo (31), estarei na Escócia, na COP-26, representando o Espírito Santo e os demais governadores do País, pois sou presidente do Consórcio Brasil Verde. Vamos tratar de investimentos na área ambiental e apresentar esses programas de sucesso que temos no Espírito Santo. A crise climática atinge primeiro os mais pobres, que acabam tendo que sair de suas localidades. Atitudes como essas que estão sendo homenageados no Prêmio Biguá de Sustentabilidade demonstram o compromisso com a nossa e as futuras gerações”, afirmou Casagrande.

Para viabilizar as ações do Probacias, foi autorizada a compra de escavadeiras hidráulicas, motoniveladoras e retroescavadeiras para abertura de Barraginhas e caixas secas, 1.000 biodigestores para tratamento de esgoto doméstico rural e 90 equipamentos de monitoramento qualiquantitativo da água dos rios. 

Os equipamentos serão destinados às primeiras unidades demonstrativas do Probacias: nas microbacias dos córregos Bom Destino e São Domingos, afluentes do Itapemirim, o Programa Estadual vai atuar nas Comunidades Banca de Areia e Mangueira, em Pacotuba, no município de Cachoeiro de Itapemirim; e na Comunidade São Domingos, em Muqui. Na microbacia da cabeceira do rio Novo, em Vargem Alta, as Comunidades Guiomar e Richmond vão receber as ações de revitalização ambiental. 

O Probacias começou a ser implementado, neste mês de outubro, pela Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), em parceria com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e as prefeituras dos municípios atendidos. 

O Programa de revitalização de bacias hidrográficas une ações necessárias ao gerenciamento dos recursos hídricos, contribuindo para o aumento da segurança hídrica e a melhoria da qualidade da água em regiões afetadas pelo uso inadequado do solo e ausência de saneamento rural, problemas agravados por eventos climáticos críticos. 

De acordo com o diretor-presidente da Agerh, Fábio Ahnert, o objetivo do Programa de revitalização é dar às bacias hidrográficas maior capacidade de suportar os eventos extremos. 

“O Probacias marca o início de uma política pública de Estado que prioriza a cultura de revitalização de bacias no Espírito Santo, tornando-as mais resilientes à ocorrência de chuvas fortes e de períodos extensos de seca. As ações que estamos colocando em campo vão melhorar a saúde da bacia hidrográfica, promovendo melhor equilíbrio hídrico, o aumento da infiltração de água no solo e a diminuição do assoreamento dos rios. Isso vai refletir na maior disponibilidade de água durante estiagens e na proteção das comunidades em períodos de chuva”, disse o diretor da Agerh, que coordena as ações do Programa.

Em até três anos e meio, o investimento do Probacias na região sul será de aproximadamente R$ 13 milhões (R$13.770.820,00), dos quais R$ 8.732.200,00 serão recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos e Florestais do Espírito Santo (Fundágua).

Parte dos recursos será descentralizada para a Seag, que dará uma contrapartida para a aquisição e a entrega do maquinário necessário para a implantação das práticas de conservação na zona rural das microbacias atendidas. 

“Essa parceria entre Seag e Agerh é muito importante para fomentar a produção de água no Estado. É um projeto piloto que vai fortalecer a microbacia do Itapemirim, e para a Seag poder participar ajudando na infraestrutura, com a construção de caixas secas, pequenas barragens, entre outros, é gratificante”, disse o subsecretário de Estado de Infraestrutura Rural, Rodrigo Vaccari.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.