BANNER SEDU

 

Fundo de Proteção ao Emprego é opção para empresas do segmento de eventos

O setor de eventos foi um dos segmentos econômicos mais afetados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), com a redução de faturamento e mudanças no formato de atendimento, que migraram para canais virtuais, como lives e teleconferências. Uma das alternativas oferecidas pelo Governo do Estado para os empresários do setor mitigarem esses impactos nos negócios é o crédito emergencial do Fundo de Proteção ao Emprego, operado pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

O Fundo, que receberá aporte de R$ 250 milhões, faz parte de um pacote de medidas socioeconômicas como forma de reduzir os impactos da pandemia. O Fundo de Proteção ao Emprego oferta capital de giro, com condições operacionais atrativas e adequadas para a manutenção das atividades das empresas, com prazo de até 72 meses para pagar, incluídos 12 meses de carência. A linha é considerada sem juros, uma vez que o recurso financiado só tem correção pela taxa Selic.

Além disso, a linha apresenta maior facilidade de acesso e menor burocracia. De acordo com a regulamentação da lei de criação do Fundo, as certidões negativas de débitos junto à Fazenda Estadual estão dispensadas. As certidões negativas de débitos junto à União (certidões federais) também são dispensadas para operações de crédito até 30 de junho deste ano, com exceção para os débitos junto à Seguridade Social.

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, avalia que o crédito emergencial pode contribuir para a retomada da atividade produtiva de diversos negócios. “Percebemos essa necessidade dos setores e estamos construindo uma agenda de atendimento junto a entidades representativas para fazer esse crédito chegar a quem precisa. A equipe técnica do Bandes está compromissada em agilizar o acesso aos recursos ao empresário para que possamos superar este momento difícil para todos”, enfatizou.

Inove Audi Visual, empresa de eventos de Vila VelhaO empresário Gustavo Fernandes, sócio diretor da Inove Audi Visual, empresa de eventos de Vila Velha, contou que o negócio sentiu os impactos da pandemia. “No início, tivemos todos os novos eventos cancelados devido à proibição de todo e qualquer tipo de eventos. Paralisamos nossas atividades, mantivemos nossos colaboradores em casa e negociamos com nossos clientes o não cancelamento dos eventos já contratados para aquele ano: pedindo que eles fossem remarcados. A expectativa era que, em junho do ano passado, as atividades pudessem ser retomadas com os protocolos de segurança”, relatou.

O empresário buscou aliar a sustentabilidade financeira do negócio com a preocupação com a saúde da equipe. A empresa, que atua com locação de infraestrutura para eventos, precisou mudar o foco do negócio para a nova realidade.

“Durante esse primeiro momento, nos preocupamos em resguardar as nossas vidas e a dos nossos colaboradores, e estávamos trabalhando em home office. Participamos de treinamentos para saber como lidar com tudo isso e nos preparar para um retorno seguro às atividades. Buscamos ajuda financeira junto aos órgãos competentes, participamos de lives para entender melhor o que poderíamos fazer para superar esse momento. Tivemos um ajuste financeiro, negociamos com fornecedores, clientes e colaboradores. Nos reinventamos e oferecemos alternativas de eventos on-line, híbridos e reformulamos nosso negócio”, completou.

Uma das alternativas adotadas pela empresa foi a contratação dos recursos do Fundo de Proteção ao Emprego, operado pelo Bandes. Para o empresário, o momento é de enfrentamento das adversidades impostas. “Não medimos esforços em buscar alternativas e lutar pela sobrevivência da nossa marca. Até o momento tivemos êxito e estamos otimistas. O mercado já vem dando sinais de que tudo será retomado e estamos com a expectativa de que essa recuperação seja gradual e mais rápida do que a antes”, disse o empresário.

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
faleconosco@bandes.com.br

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *