BANNER DETRAN

 

Microrregião Centro-Oeste recebe oficina de trabalho para construção do Plano de Desenvolvimento ES 500 Anos

Representantes de diversos segmentos e organizações representativas se reuniram nesta quinta-feira (04) na oficina de trabalho para construção do Plano de Desenvolvimento ES 500 Anos que representou a microrregião Centro-Oeste. O evento aconteceu no município de Colatina e contou com a presença do vice-governador e secretário de Estado de Desenvolvimento, Ricardo Ferraço.

Também estiveram presentes: o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, o diretor presidente do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Pablo Lira; o superintendente do ES em Ação, Luciano Golner; os prefeitos de Pancas, Sidiclei Giles de Andrade; e de São Domingos do Norte, Ana Izabel Malacarne de Oliveira; o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Liemar Pretti; representando o prefeito de Colatina, Guerino Balestrassi; além de diversas representações setoriais e sociais da região.

“Os bons resultados, os bons indicadores sociais e econômicos conquistados pelo Espírito Santo nos últimos anos não caíram do céu, não são por acaso. Lá em 2003 implantamos a cultura do planejamento na gestão pública estadual, que felizmente se tornou rotina, se tornou cultura na administração e é referência. Estado e sociedade compartilhando a construção de um rumo e isso tem feito a diferença”, ressaltou o vice-governador e secretário de Desenvolvimento do Espírito Santo, Ricardo Ferraço.

“Até 2027 estão previstos R$ 65 bilhões de investimentos públicos e privados em todos os 78 municípios capixabas. Crescer a economia, melhorar as oportunidades. Planejar e se organizar é uma demonstração clara de zelo e compromisso com os recursos públicos para fazer os melhores investimentos com reflexos diretos para melhoria do dia a dia da população”, completou Ferraço.

“Diversos desafios mapeados na ocasião da elaboração do Plano ES 2030 já foram superados. O Espírito Santo atingiu metas como a redução da mortalidade infantil e a melhoria da longevidade. Neste mesmo sentido, o Estado vem se destacando na última década em equilíbrio das contas públicas, geração de postos de trabalho e na redução histórica de homicídios dolosos. Mas neste período novos desafios nos foram impostos, como o impacto das mudanças climáticas e o advento da inteligência artificial, por exemplo. Essas mudanças de cenários nos trazem a necessidade de rever a visão de futuro do Estado e de cada microrregião”, explicou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

Duboc destacou ainda a necessidade de participação popular no projeto. “Esta construção para o futuro só fará sentido se for realizada de forma ampla, abrangente e coletiva. Por isso estamos percorrendo as dez microrregiões capixabas e envolvendo os diferentes segmentos do setor produtivo, os diferentes poderes e também as diferentes instituições representativas da sociedade civil”.

O Superintendente do ES em Ação, Luciano Golner falou sobre o evento, que aconteceu em Colatina. “Fechamos mais uma oficina, agora na região Centro-Oeste, que tem Colatina como polo, mas com municípios muito importantes para o Espírito Santo. Uma região com uma economia diversificada e um setor industrial forte, serviços, agronegócio. A oficina foi um momento muito rico de trocas de informações e bons insights sobre as potencialidades e os desafios que precisam ser superados. E o mais importante foi ouvir diretamente da sociedade o que eles pensam e têm como propostas”, pontuou.

ES 500 Anos

O Plano de Desenvolvimento de longo prazo ES 500 Anos é uma realização do Governo do Estado em parceria com o setor produtivo, por meio do Espírito Santo em Ação, e tem por objetivo debater coletivamente – com a sociedade civil, governos, setor produtivo e demais instituições – uma nova visão de futuro para o Estado do Espírito Santo tendo como horizonte o ano de 2035, quando serão celebrados os 500 anos da colonização do solo espírito-santense.

Os trabalhos de construção do plano incluem debates regionais e temáticos. Durante os meses de março e abril, todas as dez microrregiões capixabas recebem as oficinas de trabalho regionais, que reúnem representantes do Governo do Estado, das prefeituras, da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), do Judiciário e demais poderes constituídos, além de sindicatos, federações e outras instituições do setor produtivo, da academia, do terceiro setor, da sociedade civil organizada e demais organizações representativas.

Durante os encontros, os participantes debatem a realidade local, tendo como base potencialidades e anseios já mapeados, além de novos desafios sugeridos.

A escuta ativa com a sociedade e os segmentos permanece disponível em formato on-line. No site www.es500anos.com.br é possível destacar os desafios que cada cidadão capixaba julga relevantes para a sua microrregião. Vale ressaltar que a participação no site está sendo liberada por microrregião, na medida em que os eventos técnicos são realizados presencialmente em cada uma delas. Desta forma, já podem manifestar a sua opinião on-line os residentes das microrregiões: Centro-Oeste, Noroeste, Rio Doce, Nordeste, Central Sul e Caparaó.


CLIQUE AQUI E PARTICIPE! www.es500anos.com.br

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *