BANNER BANESTES

 

Morre o arquiteto e urbanista Paulo Mendes da Rocha, que projetou o Cais das Artes

O arquiteto e urbanista Paulo Mendes da Rocha morreu hoje (23) na capital paulista aos 92 anos de idade. A morte foi confirmada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), de acordo com nota publicada pela Agência Brasil. O profissional reconhecido em todo mundo foi responsável pelo projeto do Cais das Artes, localizado às margens da Baia da Vitória, na Enseada do Suá. O controverso prédio erguido na gestão do ex-governador Paulo Hartung hoje é uma obra inconclusa.

Nascido em 25 de outubro de 1928, Paulo Mendes da Rocha foi um dos expoentes da chamada escola paulista, grupo de modernistas liderado por Vilanova Artigas e que produzia uma arquitetura marcada pela ênfase na técnica construtiva, pela adoção do concreto armado aparente e valorização da estrutura.

São de sua autoria projetos como o Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), a reforma da Pinacoteca do Estado (em parceria com Eduardo Colonelli), o Sesc 24 de Maio, e o Museu da Língua Portuguesa, todos na capital paulista. Fora de São Paulo, projetou o novo Museu dos Coches, em Lisboa, e o Cais das Artes, ainda em construção, em Vitória, sua cidade natal.

Entre outras condecorações, Paulo Mendes da Rocha recebeu o Prêmio Mies van der Rohe de Arquitetura Latino-americana em 2000; o Prêmio Pritzker em 2006; o Leão de Ouro da Bienal de Veneza de 2016; o Imperiale Praemium no Japão, também em 2016; e a Medalha de Ouro Real de 2017 do Royal Institute of British Architects (RIBA).

A obra de Paulo Mendes da Rocha pode ser conhecida na internet, em material produzido pelo CAU/BR.

Pelas redes sociais, o governador Renato Casagrande lamentou a morte do arquiteto. Foi decretado luto oficial de três dias em decorrência do falecimento de Paulo Mendes da Rocha.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *