Casagrande anuncia construção do Complexo de Saúde no Norte

A região norte do Espírito Santo vai receber a obra mais importante já realizada na área da saúde pública. Na manhã desta quinta-feira (14), o governador Renato Casagrande apresentou o projeto do Complexo de Saúde do Norte, que será construído no município de São Mateus. Com investimento de R$ 300 milhões, a unidade vai reunir diversos serviços de saúde, além de um hospital geral com 260 leitos, em substituição ao atual Hospital Estadual Dr. Roberto Arnizaut Silvares (HRAS).

O Complexo de Saúde vai incluir também um novo Centro Regional de Especialidade (CRE), uma nova Farmácia Cidadã Estadual, o novo Hemocentro Regional e a nova sede da Superintendência Regional de Saúde Norte. O Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) será o responsável pela licitação, que será em Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi), e pelo acompanhamento da execução da obra, com previsão de conclusão até o final de 2025.

Durante a apresentação do projeto, o governador Casagrande lembrou que esse dia ficará marcado na história com o anúncio de mais um investimento robusto na área da saúde. “Temos que ter ânimo, otimismo e acreditar que nós iremos mudar a realidade. Quando se tem capacidade de investimento, planejamento, uma equipe eficiente e boas parcerias, você consegue alcançar bons resultados. Todos os dias eu trabalho para conquistar a confiança das pessoas e fazemos isso através de realização de obras, realizando sonhos e mudando a vida dos capixabas”, disse.

Casagrande prosseguiu: “Antes da pandemia, tínhamos 638 leitos de UTI. Hoje temos 1248 leitos de UTI. Abrimos um hospital novo em Cachoeiro de Itapemirim e estamos apresentando agora o Complexo de Saúde do Norte. Um equipamento público que vai atender o Espírito Santo, mas também a pacientes de todo País que necessitarem de atendimento gratuito. Vamos assumir na próxima semana o Hospital Geral de Linhares. Estamos reestruturando o Estado em várias áreas, como infraestrutura, educação, segurança pública e saúde. Para que o Espírito Santo continue sendo uma referência. Com a continuidade das políticas públicas, tenho certeza que vamos avançar muito mais.”

O Complexo de Saúde do Norte será erguido em São Mateus, na Rodovia BR 101 – Norte, Km 71, em uma área de 80.822 metros quadrados. Atendendo aos conceitos de acolhimento, humanização, acessibilidade e sustentabilidade, o hospital contará com 260 leitos e será construído de forma modular na mesma área do atual HRAS, com a transferências dos setores hospitalares por etapas à medida em que forem sendo finalizados, evitando a paralisação dos atendimentos e transferência de pacientes para a Região Metropolitana. O projeto inclui ainda heliponto, 480 vagas de estacionamento para veículos e 160 vagas para bicicletas.

“É a principal obra pública na região norte. Uma conquista importante para a população e para os trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), que vai integrar serviços em um mesmo local, qualificando a assistência. Conseguimos trabalhar na pandemia para construir hoje um momento em que as instituições de saúde estão fortalecidas. Tenho certeza que esse Complexo não será um espaço para doentes, mas sim um lugar de saúde, de esperança e de realização profissional dos trabalhadores da saúde”, disse o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

O secretário da Saúde acrescentou que o novo espaço também vai fomentar à inovação tecnológica, por meio da parceria com o apoio do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), que vem atuando na viabilização do projeto por meio de profissionais em formação que vão contribuir para as atividades do Complexo de Saúde.

O diretor-presidente do DER-ES, Luiz César Maretto, reforçou a importância da obra. “Estamos dando hoje um passo muito importante para a saúde do Estado. A construção do Complexo de Saúde do Norte vai beneficiar não apenas o município de São Mateus, mas toda a região norte, se tornando ainda uma referência na área de arquitetura hospitalar sustentável no Estado”, observou.

O projeto arquitetônico será baseado no conceito “greenbuilding” – tipo de edificação planejada para causar pouco impacto no meio ambiente. A obra terá painéis fotovoltaicos para reduzir o consumo de energia hidroelétrica, sistema da captação de água de chuva para uso na jardinagem e limpeza das calçadas e pátios internos, instalação de sistema hidrossanitário para separar e tratar o chamado esgoto cinza em uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com reutilização da água, utilização de lâmpadas LED, orientação de uso de fluxo cruzado de ventilação e de iluminação natural e paisagismo com plantação de árvores nas áreas de estacionamento e no restante da área.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.